Trabalhe como freelancer

freelancer

O sonho de muitos brasileiros é trabalhar por conta própria: não ter chefe para importunar, não precisar acordar todos os dias cedo ou sempre no mesmo horário, não ter grandes correrias e nem preocupações, não pegar chuva, frio e sol. E o mais legal de tudo: trabalhar dentro de sua própria casa.

            Porém, para começar a realizar esse sonho, algumas dicas infalíveis e belas plataformas para arranjar os tão esperados jobs têm de ser explorados e nesse artigo vamos ajudá-lo com cada passo para que seu novo empreendimento possa crescer.

            Primeiramente, o que significa “freelancer”?

            Freelancer ou “freela” (como é conhecido aqui no Brasil) são pessoas que trabalham de forma autônoma pegando projetos e atendendo seus clientes de forma independente. Os tipos de trabalhos que se encontram em alta e como freelancer hoje em dia são: tradutores, design, redatores, programadores etc.

            Para ser um freelancer, não é necessário ter alguma formação acadêmica específica, mas seria de bom agrado fazer algum curso dentro da área escolhida para aprimorar sua sabedoria com o trabalho que deseja realizar. O site da Rock University, por exemplo, expõe alguns maravilhosos cursos rápidos e gratuitos voltados para a área de escrita e redação e de web com direito a certificado em seu site. A Rock University pertence a Rock Content, famoso site de marketing de conteúdo. Também temos como exemplo o site Cursos 24 Horas que contém milhares de cursos com preços superacessíveis de menos de cem reais e sem mensalidades.

            As plataformas para arranjar os jobs são inúmeras! Desde as brasileiras como o VintePila até as mais famosas estrangeiras como a Workana (que tem a sua versão brasileira totalmente em português) e a 99freelas. Também podemos destacar as plataformas Freelancer, Fiverr e a Contentools.

            Para que você consiga um trabalho em alguma plataforma, primeiro você precisa pensar em uma forma efetiva de se diferenciar e fazer com que o seu trabalho se destaque em meio a concorrência de freelancers. Se isso não acontecer, o único fator de diferenciação do seu trabalho será o preço e isso não é nada bom! Para se diferenciar, a melhor dica é: ponha-se no lugar do cliente. Pergunte-se: “Se eu fosse ele, do que eu precisaria na verdade? Apenas do meu trabalho ou algo a mais dentro da minha área?” – Faça a diferença!

            Também podemos destacar a LinkedIn como uma ótima proposta para arranjar um job (e uma das melhores!). LinkedIn é uma rede social voltada para os negócios lançada em maio de 2003 por Konstantin Guericke, Reid Hoffman, Jean-Luc Vaillant, Eric Ly e Allen Blue. Hoje são mais de 645 milhões de usuários em 200 países e territórios. Através dessa rede social, é possível arranjar jobs mais “fixos” com agências publicitárias, por exemplo.

            Para você que ainda tem medo de entrar para esse mundo de aparência duvidável, já que os empregos formais são impostos pela nossa cultura e governo como os trabalhos mais corretos de se ter, posso garantir que se fizer tudo direitinho e bem pensado você será mais feliz sendo um “freela” que qualquer outra coisa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.