Transporte gratuito para deficientes? Saiba como conseguir

Transporte Gratuito

Na cidade de São Paulo encontramos diversos benefícios para sua população. “Bilhete Único”, “Mãe Paulistana (Rede Cegonha)”, “Melhor em Casa” e muitos outros são alguns dos programas existentes para ajudar as pessoas mais carentes de baixa renda ou com mobilidade limitada. Pensando nisso, a Prefeitura de São Paulo em parceria com as empresas de transporte público do município da cidade e de táxis acessíveis fizeram o Atende+. O Atende+, sigla para o Serviço de Atendimento Especial, é um transporte gratuito vai de porta em porta buscar seus usuários.

Este serviço foi criado através do decreto de número 36.071 de 1996, porém, hoje em dia, é regida pela Lei Municipal de número 16.337 de 2015 e é destinado para pessoas associadas à deficiência física severa de mobilidade bem como autistas, surdas e com cegueiras, obesas, diabéticas, aidéticas,  deficientes intelectuais ou com deficiência física muito grave. Se a pessoa não tiver este perfil, ela não poderá usufruir do benefício segundo a legislação e regulamento do serviço.

O Atende+ roda cerca de um milhão de quilômetros por mês, possui veículos adaptados para as pessoas com necessidades especiais e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 20h, com exceção dos feriados. Funciona também aos finais de semana dando o nome de “eventos aos fins de semana” pelo qual o pedido por um transporte deve ser feito com, no mínimo, dez dias de antecedência e diretamente pelas instituições cadastradas previamente na SPTrans que trabalham com pessoas com deficiência.

Para que você seja atendido, deve se cadastrar e agendar as viagens. O passageiro ou o responsável pelo passageiro deve comparecer a um Posto de Atendimento da SPTrans para retirar uma Ficha de Avaliação Médica (FAM). Se preferir, poderá imprimi-la Clicando aqui . Esta ficha deverá ser levada ao médico, que pode ser de qualquer especialidade, que acompanha o deficiente. O médico deverá preencher a ficha e devolvê-la ao deficiente ou ao seu responsável que deverá ser levada, junto aos originais e as cópias dos documentos pessoais do deficiente como RG e CPF ou a certidão de nascimento (caso seja menor de idade), comprovante de endereço (conta de luz, água, telefone etc) com CEP e o RG com um comprovante de endereço com CEP do responsável, a um Posto de Atendimento da SPTrans.

Será entregue um protocolo de inscrição e nesse mesmo dia, o deficiente ou o responsável deverá se informar, se houver, sobre a programação de viagens regulares. Por fim, a documentação será avaliada pela própria SPTrans e o deficiente ou o responsável receberão uma carta com o resultado da inscrição.

Caso o deficiente seja aprovado, receberá uma credencial que pode ser usada para acesso a conta Clicando aqui, onde poderá cadastrar uma senha ao seu gosto em seu primeiro acesso. Através desta conta, o deficiente ou o responsável poderá consultar e cancelar viagens.
Para mais informações sobre o Atende+ o transporte gratuito, acesse o endereço Acesse o site do ATende+ ou baixe o regulamento que fala tudo sobre este programa Clicando aqui ou ligue para o número 156, a Central de Atendimento da Prefeitura ou vá até um dos postos de atendimentos da SPTrans.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.